A polilaminina é um biofármaco elaborado a partir de um produto natural presente em animais e em seres humanos. A polilaminina é produzida por um processo de polimerização desenvolvido no laboratório LBMEC da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esse processo dá origem a um polímero sintético semelhante ao polímero natural produzido pelas células vivas.

neuro
polilaminina
polimerização nova

A polilaminina possui uma potente ação regenerativa no sistema nervoso porque favorece a conexão entre os neurônios. Veja abaixo o que a polilaminina é capaz de fazer com neurônios cultivados em laboratório.

conexoes

A injeção de polilaminina em ratos de laboratório previamente submetidos a uma lesão na medula espinhal foi capaz de devolver aos animais a capacidade de locomoção. Além disso, foi observada uma recomposição da estrutura da medula espinhal e uma recuperação mais rápida no estado geral dos animais. Veja nas figuras abaixo que o tratamento com polilaminina promoveu a preservação da estrutura da medula espinhal e a melhora funcional. Clicando no link você poderá assistir a um vídeo mostrando o efeito do tratamento na recuperação pós-operatória.

medulas
tratamento

A polilaminina não provocou nenhum efeito adverso detectável em animais (roedores ou cães). Quando injetada até 48 horas depois do trauma, foi observada melhora funcional em 100% dos animais. Por outro lado, o tratamento realizado alguns meses depois do trauma foi eficaz apenas em cerca 40% dos animais. Por esta razão o primeiro estudo clínico para pacientes humanos foi idealizado apenas para pessoas que sofreram lesão há no máximo 3 dias.